Quanto custa 1000 milhas? Entenda agora!

quanto custa 1000 milhas
faca justica com a resolvvi

Quer saber quanto custa 1000 milhas? Neste artigo você poderá ficar por dentro das principais informações sobre o assunto!

Com a facilidade de utilizar milhas para viajar, esta prática tem se tornado cada vez mais popular entre os usuários da aviação civil.

E por ser possível comprar e vender milhas para viajar, muitas dúvidas podem surgir.

Entre elas, no momento da negociação, é muito importante saber quanto custa 1000 milhas, ou “milheiro”, como é chamado, já que a venda geralmente ocorre por esta quantidade.

Sabendo disso e acreditando no poder da informação, preparamos este artigo para que você possa ficar por dentro das principais informações, sobretudo de quanto custa 1000 milhas.

Ficou curioso(a)? Então não deixe de acompanhar a leitura.

O que são e como funcionam as milhas?

Antes de saber quanto custa 1000 milhas, achamos importante que você entenda o que elas são e como funcionam.

Na prática, as milhas de viagem são pontos que os passageiros acumulam ao utilizarem serviços das companhias aéreas ou das empresas que possuem programas de fidelidade.

Em troca da relação de fidelidade estabelecida com aquela instituição, o cliente recebe pontuações que se acumulam e podem ser trocados por descontos (ou pelo valor integral) em passagens aéreas e outros serviços.

Assim, será possível utilizar milhas para viajar a destinos nacionais ou internacionais.

Para participar de um programa de milhas de viagem, o cliente precisa acessar o site da companhia aérea desejada ou do banco responsável pelo seu cartão de crédito e realizar um cadastro. 

Logo em seguida, o usuário adquire um número de inscrição.

Nesse sentido, é por meio dessa conta que a empresa aérea vai depositar os pontos, conforme forem sendo acumulados. 

Além disso, vale saber que as milhas possuem validade, geralmente entre 24 e 36 meses.

E quando o beneficiado não tem interesse em utilizar, é possível vender ou transferir para outras pessoas.

Em relação à venda, geralmente ocorre aos malheiros, ou seja, a cada 1000 milhas, que pode custar diferentes valores, a depender de alguns fatores como o programa de fidelidade ou da temporada/estação.

E que tal aproveitar a oportunidade para receber o nosso guia de direitos do passageiro? Deixe seu e-mail abaixo e receba grátis:

Programas de fidelidade em destaque no Brasil

Se você tem dúvidas de quanto custa 1000 milhas, provavelmente tem interesse em vender ou comprar, não é verdade?

Se o seu desejo for faturar com a venda de milhas, saiba que você deve estar as acumulando.

E, como você já sabe, para acumular é preciso fazer parte de algum programa de fidelidade.

Se você não faz parte ainda, aqui vão algumas dicas de programas de milhas muito utilizados no Brasil:

  • Azul: Pelo TudoAzul é posssível usar as milhas para converter em passagens aéreas ou para abater do valor;
  • LATAM: Pelo LATAM Pass é possível resgatar os pontos para adquirir passagens aéreas, bem como contratar outros serviços;
  • Gol: O programa Smiles permite que você junte milhas e as resgate na compra de passagens aéreas no próprio site da empresa;
  • Nubank: Com o cartão Nubank Violeta você tem cashback de 1% em todas as compras, que pode ser convertido em milhas;
  • Visa: Por mais que a bandeira Visa tenha um programa próprio, também é possível utilizar o programa do banco responsável pela emissão do cartão, que pode ser específico para milhas;
  • Mastercard: Da mesma forma que a Visa, a Mastercard possui um programa de fidelidade próprio que gera milhas.

Como acumular milhas de forma mais assertiva

Se você já faz parte de uma desses programas, aqui vão algumas dicas para acumular milhas de forma mais assertiva:

  • Opte por concentrar, o quanto for possível, os seus gastos em um cartão cadastro em um programa de fidelidade (vale a pena pesquisar qual dos seus cartões oferece um programa com melhor benefício);
  • Se o seu programa de fidelidade tiver lojas parceiras, opte por comprar nelas, já que nessas condições chegam a oferecer até o dobro de pontos:
  • Quando possível, faça upgrade nos seus programas de fidelidade, tanto das companhias aéreas quanto do cartão, já que isso pode gerar bonificações.

A seguir, confira quanto custa 1000 milhas!

Afinal, quanto custa 1000 milhas?

O interesse em saber quanto custa 1000 milhas geralmente é de quem tem interesse em comprar ou vender milhas.

Ads Google 1200 x 1200 1200 × 1200 px 960 × 750 px

Isso porque, como já mencionamos anteriormente, o benefício tem validade, geralmente de 24 a 36 meses.

Assim, quando o beneficiado não tem desejo de utilizar, é possível vender.

Nesse sentido, é importante saber quanto custa 1000 milhas para que a negociação aconteça.

Essa importância se dá pelo fato de ser comum é que as vendas aconteçam aos “milheiros”, equivalentes a 1.000 milhas.

Apesar de ser possível relatar uma média de quanto custa um milheiro em reais, o valor pode sofrer alterações com certa constância.

Por isso, para ter acesso aos valores exatos, é mais seguro pesquisar em plataformas de vendas no momento em que comprar ou vender milhas for de seu interesse.

Tendo isso em mente, saiba que o valor de um milheiro (1000 milhas) custa entre R$ 10 e R$ 40.

Já para saber quanto vale 1 milha em reais, basta dividir o valor cobrado no milheiro por 1000, por exemplo:

Se o milheiro estiver sendo vendido a 20 reais, dividimos 20 por 1000, chegando ao valor de R$ 0,02 por milha.

Outra dica que damos é: se você pretende comprar milhas para adquirir uma passagem aérea, compare o valor que pagaria pelas milhas com o valor da passagem, comprada diretamente com a companhia.

Isso porque as companhias estão sempre fazendo ofertas de trecho, sendo uma opção para comprar passagens aréas mais baratas.

Já sei quanto pode custar 1000 milhas, mas como comprar ou vender?

Sabendo quanto custa 1000 milhas, é hora de saber como comprar e vender milhas.

Começaremos com dicas de sites e plataformas por onde você pode realizar a compra ou venda, veja:

  • MaxMilhas;
  • HotMilhas;
  • BankMilhas;
  • CashMilhas;
  • Credimilhas; e
  • Flexmilhas.

A forma como a venda de milhas funciona varia de empresa para empresa.

Desse modo, existem dois tipos de sites especializados para a venda de milhas:

  • Os sites que compram suas milhas e vendem para terceiros; e
  • Os que fazem a intermediação entre compradores e vendedores de milhas.

Então, antes de vender ou comprar pontos, confira os termos e condições dos sites – incluindo as regras do seu programa de fidelidade.

E aqui vão 5 passos para utilizar os sites ou plataformas para vendas:

  1. Acumule o mínimo necessário de milhas para venda  pois as empresas costumam estipular uma quantidade mínima de milhas;
  2. Cadastre-se em um site de venda de milhas informando seus dados pessoais e bancários, além de detalhes sobre seu programa de fidelidade;
  3. Cote suas milhas no site onde quer vendê-las, lembre-se que a cotação varia de acordo com a oferta e demanda do mercado de milhas;
  4. Venda suas milhas – ao concordar com os valores, você pode finalmente vender suas milhas. Em seguida, você receberá o pagamento pelos pontos; e
  5. Enviar dados de resgate das milhas para que seja possível emitir passagens aéreas a partir da sua negociação.

Mas se você for comprar, também trouxemos dicas para você:

  • Verifique o compromisso e confiabilidade da empresa: Você pode fazer isso consultando em sites como o Reclame Aqui e Consumidor.Gov;
  • Compare os preços e tarifas;
  • Fique atento(a) aos termos e condições.

Gostou de saber quanto custa 1000 milhas? Então não perca tempo e planeje as suas negociações!

Conheça a Resolvvi

💡 Já parou para pensar no número de consumidores que nunca buscou seus direitos porque não os conhece bem ou acha que não vai dar em nada?

A Resolvvi é uma startup que tem como missão garantir o acesso à justiça para todos os brasileiros.

Este conteúdo é parte desse propósito e vai ajudar você a caminhar até os seus direitos como consumidor. Vamos com a gente?

Nos siga nas redes sociais:

E também faça parte da nossa comunidade de consumidores que não deixam barato e querem fazer justiça.