Cartão clonado: O que fazer e como resolver?

cartão clonado o que fazer
faça justiça com a resolvvi

Quer saber o que fazer em casos de cartão clonado? Neste artigo você ficará por dentro de como proceder e de quais são os seus direitos!

Problemas com fraudes e golpes envolvendo cartões de crédito e débito, infelizmente, são comuns.

Certamente é um problema desagradável e que pode afetar a sua vida financeira.

Além disso, a situação se agrava quando as compras feitas pelos criminosos se tornam negativadas e você acaba ficando com o nome sujo no mercado.

Neste caso, você estará sendo vítima de nome negativado indevidamente e poderá exigir uma compensação em dinheiro pelo erro!

Por isso, você não está sozinho(a) nessa e deve exigir os seus direitos!

Sendo assim, neste artigo separamos todas as informações e dicas para você aprender o que é um cartão clonado, como isso pode acontecer e o que fazer nessas situações.

Se ficou curioso(a) e quer saber mais, acompanhe a leitura com atenção!

👉 Quer exigir seus direitos e ser indenizado por nome negativado indevidamente? Verifique grátis agora mesmo!

O que é cartão clonado e como acontece?

Clonagem de cartão é uma fraude antiga e muito comum, praticada por criminosos desde a época de cartões com faixa magnética.

Quando um golpista clona um cartão, ele tem acesso aos dados do usuário para tirar vantagem financeira sobre vítima.

Ou seja, o golpista usa seu nome e demais informações bancárias para fazer compras e outras movimentações financeiras em seu nome.

Mesmo que a maioria dos cartões brasileiros tenham chip, o que faz reduzir consideravelmente o número de fraudes, os criminosos sempre estão atualizando as suas estratégias, que são várias, como:

  • Phishing: Os golpistas criam sites, e-mails, aplicativos onde as vítimas inserem seus dados do cartão achando que estão realizando alguma compra, que geralmente são ofertadas com preços ou condições tentadoras e acabam caindo nas garras dos criminosos;
  • Cadastros em aplicativos desconhecidos: Ao cadastrar cartões em aplicativos desconhecidos, que são inseguros, um hacker pode ter acesso e roubar os dados;
  • Compras online em sites desconhecidos: Ao cadastrar o cartão em sites de compra que não prezam pela segurança do cliente, você também poderá estar na mira de hackers;
  • Atendentes mal intencionados: Nunca entregue os seus cartões nas mãos de atendentes de lojas. A compra deve ser realizada pelas suas mãos! Isso porque o atendente pode estar mal intencionado e anotar ou fotografar os dados do cartão para realizar compras;

Portanto, todo cuidado é pouco!

Posso ter o meu nome negativado por dívidas feitas por criminosos?

Infelizmente, sim.

Isso porque, caso você não perceba as compras realizadas no cartão clonado, é possível que elas fiquem em débito e as empresas ou lojas credoras inscrevam o seu nome nos órgãos de proteção ao crédito.

Porém, saiba que a responsabilidade sobre a segurança dos cartões é da administradora!

Por isso, elas devem se responsabilizar em todos os casos, mesmo quando se trata de clientes que não pagam por serviços de segurança extra.

Sendo assim, se você tiver o nome negativado por uma dívida de cartão clonado, você pode contar com dois direitos principais:

  • Exigir que o seu nome seja retirado com urgência dos órgãos de proteção ao crédito;
  • Pedir uma indenização por danos morais por nome negativado indevidamente;

Se for o seu caso, conte com a Resolvvi para fazer justiça!

Nós te ajudaremos com o pedido de indenização de forma online e sem burocracia!

Falando nisso, que tal receber o nosso guia para ser indenizado? Deixe o seu e-mail abaixo e receba grátis:

Como identificar a clonagem?

Infelizmente, alguns clientes só descobrem que o cartão foi clonado quando a conta aparece, até mesmo como uma dívida negativada.

Por isso é importante ficar de olho no extrato, ou seja, na movimentação do seu cartão e na fatura.

Dessa forma, você pode ter acesso às atualizações diárias acessando sua conta do banco na internet.

Outro meio de descobrir qualquer compra no seu nome é utilizando serviços bancários de aviso automático quando o uso do cartão ocorrer.

Nesses casos, você recebe um SMS sempre que uma compra for realizada no cartão.

👉 Leia também: Cartão clonado, quem paga? Confira agora e tire suas dúvidas!

O que fazer se meu cartão for clonado?

Quando o cartão é clonado você precisa adotar algumas medidas.

Além disso, saiba que, quanto mais rápido você entrar em ação, mais rápido os seus dados sairão das mãos dos criminosos.

Sendo assim, leia a seguir o que fazer se o seu cartão foi clonado.

👉 Quer exigir seus direitos e ser indenizado por nome negativado indevidamente? Verifique grátis agora mesmo!

1 – Cancele o seu cartão

Assim que você identificar uma compra que não foi realizada por você, ligue para o banco e cancele imediatamente o seu cartão de crédito ou débito. 

Isso porque é necessário que os dados antigos sejam substituídos por novos, para que saiam do poder dos criminosos.

O número de contato das financeiras geralmente ficam atrás da cédula do cartão, mas você também pode ter acesso pela internet ou apps do seu banco.

2 – Abra um boletim de ocorrência

Por se tratar de uma ação criminosa, você deve informar à polícia o seu problema com cartão clonado.

O boletim de ocorrência servirá, inclusive, como uma prova do ocorrido.

2 – Faça um levantamento de quais compras não foram suas

Como dissemos, fazer um acompanhamento de todas as transações do cartão é uma ótima forma de identificar os golpes do cartão de crédito.

Portanto, confira sua fatura e extrato da conta, item por item, para assim saber quais valores referentes às compras foram ou não feitas por você.

Com isso, será possível solicitar o estorno ou cancelamento das cobranças.

3 – Solicite o estorno

Se percebeu que seu cartão foi clonado, peça para o banco providenciar o estorno dos valores.

Geralmente o banco faz o cancelamento do cartão e envia um novo cartão para o cliente, com um número totalmente diferente do clonado, e estorna os valores na próxima fatura.

Consigo receber de volta o dinheiro de um cartão clonado?

Como dissemos, geralmente o banco faz o estorno quando o cliente informa sobre o problema.

Além disso, vale saber que o Código de Defesa do Consumidor garante ao cliente o estorno de valores fraudados em transações bancárias. 

Isso porque, como você já sabe, se esse problema aconteceu, podemos considerar que é uma falha de segurança do banco, por isso ele precisa arcar com a responsabilidade de estornar o valor.

É comum que a instituição faça uma análise para verificar a veracidade da queixa do cliente e, constatada a clonagem, devolva o dinheiro do consumidor. 

Além disso, é bastante corriqueiro que o consumidor pague por uma pequena taxa na fatura do cartão ou na conta corrente, todo mês, como um seguro de perda, roubo e fraude. 

Mas, se por ventura, o banco se recusar a fazer o estorno, a instituição precisa provar o motivo de não querer arcar com a despesa.

Se você discordar com o motivo apresentado, não deixe de formalizar reclamações em sites como o Reclame Aqui ou Consumidor.gov.

Porém, se ainda assim a resposta da administradora não for favorável, entre com uma reclamação no PROCON.

No entanto, se mesmo com o PROCON o seu problema não for resolvido, é hora de contar com a justiça e entrar com uma ação judicial!

Limpe Seu Nome GIF

Tive meu nome negativado por uma dívida de cartão clonado, o que fazer?

Se você foi vítima de negativado indevidamente por uma dívida feita ao ter o seu cartão clonado, não deixe de buscar os seus direitos.

O primeiro passo, como já citamos, é entrar em contato com a empresa credora e solicitar que o seu nome seja limpo com urgência.

Além disso, também é direito seu pedir uma indenização por danos morais por negativação indevida, que deve ser paga pela administradora do cartão.

Para isso, conte com a Resolvvi.

Avalie o seu caso grátis em nosso site e nós te ajudaremos a dar entrada no pedido de indenização de forma online, sem burocracias e você só pagará pelo serviço se ganhar.

Para seguir com o seu pedido, porém, você precisará apresentar algumas provas, como:

  • Comprovante de nome negativado (que pode ser um print da situação do seu nome nos sites ou apps dos órgãos de proteção ao crédito);
  • Registro de contatos feitos com empresa para relatar o problema, como e-mails ou protocolos de ligações;
  • O boletim de ocorrência que você fez sobre o cartão clonado;

Também servirá como prova toda ou qualquer situação desagradável que você tenha enfrentado por estar com o nome negativado.

Conheça a Resolvvi

💡 Já parou para pensar no número de consumidores que nunca buscou seus direitos porque não os conhece bem ou acha que não vai dar em nada?

A Resolvvi é uma startup que tem como missão garantir o acesso à justiça para todos os brasileiros.

Este conteúdo é parte desse propósito e vai ajudar você a caminhar até os seus direitos como consumidor. Vamos com a gente?

Nos siga nas redes sociais:

E também faça parte da nossa comunidade de consumidores que não deixam barato e querem fazer justiça.

Sobre o autor(a)