Tempo de leitura: 11 minutos

Aposentadoria rural no Brasil: Valores, requisitos e informações essenciais

Descubra os valores da aposentadoria rural no Brasil, requisitos necessários e informações cruciais para garantir seus direitos. Conheça os benefícios agora!

No vasto cenário socioeconômico do Brasil, a aposentadoria rural emerge como uma temática fundamental, representando uma parte vital da seguridade social.

Em um panorama em constante evolução, compreender esse processo torna-se necessário para os trabalhadores do setor agrícola.

A aposentadoria rural, além de ser um direito que se conquistou, abarca nuances específicas que merecem atenção cuidadosa.

Além disso, no vasto cenário das políticas previdenciárias brasileiras, a aposentadoria rural molda o futuro de milhões de trabalhadores que dedicam suas vidas ao campo.

Portanto preparamos este guia para compreender os detalhes desse benefício previdenciário.

Desvendaremos as nuances do sistema previdenciário rural brasileiro, proporcionando clareza sobre as condições que definem a elegibilidade para a aposentadoria.

Ao mergulhar nas características específicas desse benefício, visamos equipar você com conhecimentos que facilitarão seu planejamento previdenciário no contexto rural.

O que é a aposentadoria rural?

A Aposentadoria Rural representa um benefício previdenciário para os indivíduos que desempenharam suas atividades laborais no ambiente rural.

Incluem-se nessa categoria trabalhadores como pescadores artesanais, garimpeiros e produtores rurais.

Este benefício assume uma importância significativa ao assegurar uma fonte de renda para os trabalhadores rurais em momentos em que sua capacidade laboral não é mais sustentável.

Dado o caráter desafiador dessas atividades, realizadas em condições climáticas extremas e exigindo esforço físico considerável, a prática do trabalho torna-se difícil ao longo dos anos.

Ou seja, é inviável para esses trabalhadores continuar desempenhando suas funções à medida que envelhecem.

Portanto, a Aposentadoria Rural visa oferecer suporte financeiro quando a força de trabalho não está mais disponível.

Assim reconhecendo os desafios únicos enfrentados por esses profissionais.

Por isso é importante observar que os requisitos para a obtenção desse benefício são diferenciados devido às condições peculiares de trabalho associadas ao contexto rural.

Como funciona a aposentadoria rural?

A Aposentadoria Rural abrange três modalidades distintas, cada uma com requisitos específicos:

  • A Aposentadoria Rural por Idade;
  • Aposentadoria Híbrida; e
  • Aposentadoria por Tempo de Contribuição.

É vital compreender os critérios individuais de cada categoria, uma vez que os trabalhadores rurais têm a liberdade de escolher a opção mais adequada.

Mas, claro, desde que atendam aos pré-requisitos correspondentes.

Entenda, abaixo, como funciona cada uma das modalidades da aposentadoria rural.

1. Aposentadoria Rural por Idade

Uma boa notícia permeia a Aposentadoria Rural por Idade após a reforma da previdência, pois seus requisitos permaneceram inalterados.

Esta modalidade oferece aos trabalhadores rurais a possibilidade de se aposentarem até cinco anos mais cedo do que seus pares urbanos.

Para alcançar esse benefício, é necessário atender aos seguintes critérios:

  • 60 anos de idade para homens;
  • 55 anos de idade para mulheres;
  • Carência de 180 meses (equivalente a 15 anos de contribuição).

A carência refere-se à comprovação de, no mínimo, 180 meses de contribuição para o INSS.

No entanto, para segurados empregados ou trabalhadores avulsos, cuja responsabilidade de recolhimento cabe à empresa contratante.

Mas para os segurados especiais, dispensados do pagamento ao INSS, precisam apenas evidenciar os 15 anos de atividade rural.

Descubra mais artigos relacionados:

2. Aposentadoria Híbrida

A Aposentadoria Híbrida representa a combinação entre a Aposentadoria por Idade Urbana e a Aposentadoria por Idade Rural.

Destinada àqueles que transitaram entre o campo e a cidade em momentos distintos de suas vidas, esta modalidade exige atenção especial.

Isso porque houve mudanças legislativas após a reforma da previdência em 2019.

Entretanto, é crucial observar que, ao optar por essa modalidade, o trabalhador abre mão da redução da idade mínima concedida pela Aposentadoria por Idade Rural.

Em outras palavras, a idade requerida será a mesma estabelecida para trabalhadores urbanos:

65 anos para homens e 61 anos e 6 meses para mulheres em 2022, com aumento para 62 anos a partir de 2023.

Um aspecto relevante da Aposentadoria por Idade Híbrida é a dispensa da exigência de qualidade de segurado no momento do requerimento administrativo.

O essencial é que o trabalhador atinja a idade mínima necessária e cumpra o período de carência, independentemente de estar em atividades urbanas ou rurais no momento do pedido.

👉 Está com o nome negativado por uma dívida que não fez? Exija seus direitos e receba até R$10 mil

3. Aposentadoria Rural por Tempo de Contribuição

Se as atividades rurais ocorreram antes de 31/10/1991, não é necessário comprovar o pagamento de contribuições ao INSS, apenas demonstrar o exercício da atividade rural.

No entanto, é importante saber que a reforma da previdência trouxe mudanças significativas nesse tipo de aposentadoria.

Isto é, para aqueles que não preencheram os requisitos até a data de aprovação da reforma (13/11/2019), é necessário recorrer às regras de transição.

Após a reforma, a aposentadoria por tempo de contribuição foi praticamente extinta para novos contribuintes (após 13/11/2019).

Contudo, para trabalhadores rurais e outros contribuintes, ainda é possível se aposentar com base em regras de transição.

Para o trabalhador rural, atingir 35 anos de contribuição (homens) ou 30 anos de contribuição (mulheres) é essencial.

Além disso, deve cumprir os requisitos adicionais de uma das quatro regras de transição disponíveis:

  1. Idade mínima progressiva (a idade mínima aumenta ano a ano);
  2. Pedágio de 50% (cumprir um pedágio equivalente a 50% do tempo que faltava antes da reforma);
  3. Pedágio de 100% (atingir uma idade mínima e cumprir um pedágio equivalente a 50% do tempo que faltava antes da reforma);
  4. Aposentadoria por pontos (cumprir uma quantidade mínima de pontos, aumentando ano a ano).

A escolha da melhor regra depende de fatores individuais, como idade, tempo de contribuição e média salarial, por exemplo.

Nesse sentido, recomenda-se a leitura do guia completo sobre a Aposentadoria por Tempo de Contribuição para entender detalhadamente cada regra de transição e fazer uma escolha informada.

Em casos de complexidade, buscar a orientação de um especialista em consulta ou planejamento previdenciário é uma opção recomendada.

Aposentadoria rural no Brasil: Valores, requisitos e informações essenciais

Como solicitar a aposentadoria rural

Você pode pedir a aposentadoria rural pela internet. Ou seja, sem sair de casa.

Para isso, vai precisar apenas usar a Plataforma Meu INSS.

Após acessar a plataforma, você deve escolher a opção de aposentadoria que deseja pedir. Há uma opção específica para a aposentadoria rural por idade.

Dessa forma, se você deseja pedir a aposentadoria rural por idade, então deve procurar a opção “Aposentadoria por Idade Rural”.

Por outro lado, não há opções específicas para a aposentadoria híbrida e para a aposentadoria rural por tempo de contribuição.

Assim, se o objetivo for pedir a aposentadoria híbrida ou a aposentadoria rural por tempo de contribuição, você deve utilizar a opção Aposentadoria por Tempo de Contribuição / Idade Urbana.

Em seguida, basta preencher todas as informações solicitadas e anexar os respectivos documentos.

A documentação necessária para a aposentadoria rural depende da categoria de trabalhador rural na qual você se enquadra.

Além disso, também depende do período em que a atividade rural foi exercida e do tipo de atividade.

Portanto, basicamente, os documentos mais comuns são:

  • Documento de identidade com RG, CPF e foto;
  • Certidão de nascimento ou de casamento;
  • Comprovante de residência;
  • Carteira de trabalho (se houver vínculos trabalhistas);
  • Autodeclaração (para os segurados especiais); e
  • Provas da atividade rural.
  • Estas provas da atividade rural são importantíssimas.

Em alguns casos, quando a sua documentação não é suficiente, você também pode apresentar testemunhas.

Nesse caso, as testemunhas devem ser pessoas que te conheciam na época da atividade rural e que não sejam parentes próximos.

Em caso de dúvidas, um advogado especialista em INSS pode ajudá-lo.

Como faço para calcular o valor da minha aposentadoria?

O valor que você receberá na Aposentadoria Rural depende do tipo de aposentadoria e do número de contribuições que você fez.

Mas calcular o valor da aposentadoria é simples, basta você saber de algumas informações básicas.

Para quem atendeu aos requisitos até 12/11/2019, na Aposentadoria Rural por Idade, calculamos uma média das 80% maiores contribuições desde julho de 1994.

Ou seja, com essa média, você receberá 70% mais 1% para cada ano de contribuição.

Mas se você atendeu aos requisitos após 13/11/2019, o cálculo é diferente.

Portanto, fazemos a média de todas as suas contribuições desde julho de 1994, e então você receberá 70%, mais 1% para cada ano de contribuição.

Na Aposentadoria Rural por Tempo de Contribuição, se você atendeu aos requisitos até 12/11/2019, então a média das 80% maiores contribuições é calculada.

E depois aplicamos o fator previdenciário para determinar o valor final.

Mas se você atender aos requisitos após 13/11/2019, calculamos a média de todas as suas contribuições desde julho de 1994.

A partir dessa média, o valor da aposentadoria será 60%, mais 2% para cada ano que exceder 20 anos de contribuição para homens ou 15 anos para mulheres.

Para os segurados especiais que se aposentam por idade, o valor da aposentadoria é um salário-mínimo, já que eles não fazem contribuições.

E se você teve o seu nome negativado indevidamente, conte com a Resolvvi para buscar uma indenização justa:

FAQ – Saiba mais sobre aposentadoria rural

1. Quais são os requisitos mínimos para solicitar a aposentadoria rural?

Para solicitar a aposentadoria rural, é necessário ter contribuído para a Previdência Social como trabalhador rural, comprovando um tempo mínimo de atividade. Além disso, documentos como comprovantes de contribuição e identificação pessoal são essenciais.

2. Como é calculado o valor da aposentadoria rural?

O valor da aposentadoria rural é calculado com base no tempo de contribuição e nas informações do segurado, mas fatores como a média dos salários de contribuição e a alíquota correspondente também são considerados no cálculo.

3. Houve alguma mudança recente na legislação da aposentadoria rural?

Sim, é importante estar ciente das mudanças legislativas. Por isso recomenda-se acompanhar as atualizações para entender como essas alterações impactam os requisitos e benefícios da aposentadoria rural.

4. Quais benefícios adicionais os aposentados rurais podem receber?

Além da aposentadoria, os aposentados rurais podem ter acesso a programas sociais e assistenciais. Então informe-se sobre benefícios adicionais, como auxílio-doença, pensão por morte e outros programas governamentais.

5. Onde e como posso requerer minha aposentadoria rural?

O requerimento da aposentadoria rural pode ser feito em agências da Previdência Social, por meio do site oficial ou por agendamento eletrônico, por exemplo.

Conheça a Resolvvi

💡 Já parou para pensar no número de consumidores que nunca buscou seus direitos porque não os conhece bem ou acha que não vai dar em nada?

Por isso a Resolvvi é uma startup que tem como missão garantir o acesso à justiça para todos os brasileiros.

Este conteúdo é parte desse propósito e vai ajudar você a caminhar até os seus direitos como consumidor. Vamos com a gente?

Então nos siga nas redes sociais:

E também faça parte da nossa comunidade de consumidores que não deixam barato e querem fazer justiça.

Melyssa Diniz

Supervisora de Operações Legais e advogada de formação, Melyssa Diniz escreve artigos para o Portal da Resolvvi sobre nome negativado, facilitando informações sobre tudo que os consumidores precisam saber.

Todos os posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *