Atestado médico para gestante viajar de avião: Quando precisa?

atestado medico para gestante viajar de aviao
faca justica com a resolvvi

Você entende sobre os detalhes do atestado médico para gestante viajar de avião? Caso não saiba, fique ligado(a) a este artigo e entenda.

A gravidez é um período que envolve, além da espera pelo bebê, atenção especial em diferentes situações. 

A gestante passa por um período de longa espera e por isso tem muita ansiedade envolvida.

Logo qualquer detalhe e dicas de viagem tornam-se importantes para diminuir essa ansiedade.

E detalhes relacionados a viagem causam um estresse grande, especialmente para as gestantes.

Assim o atestado médico para gestante viajar de avião é uma entre as dúvidas que surgem a respeito de gestantes viajantes.

Então pensando nisso preparamos este artigo com todos os detalhes sobre esse assunto.

Desse modo, fique atento(a) ao conteúdo deste artigo e entenda de uma vez por todas.

Entenda sobre atestado médico para gestante viajar de avião

Algumas pessoas desconhecem sobre as regras para viajar de avião envolvendo gestantes.

Diferentemente do que muitas pessoas pensam gestante pode viajar de avião sim.

Mas em primeiro lugar deve consultar seu médico como também a empresa aérea.

Isso porque a gestante que possui complicações, como diabetes, hipertensão, anemia falciforme, sangramento vaginal, entre outros problemas, pode ter a viagem contraindicada.

As principais companhias aéreas permitem o deslocamento da gestante até a 27ª semana sem a necessidade de apresentação do atestado médico ou declaração de responsabilidade

Ainda assim, cada companhia aérea possui suas regras de restrições e exigências em relação a viagem de gestantes.

E os documentos necessários variam de acordo com o tempo de gestação no dia da viagem.

Porém é preciso atentar-se quanto aos protocolos aplicados em seu destino de pouso, que poderão variar.

Pois em Fernando de Noronha, por exemplo, só aceitam as gestantes que possuem até a 28ª semana de gestação por conta da falta de estrutura para realização de partos.

Sendo assim, separamos as regras que são comuns às companhias aéreas brasileiras: LATAM, Azul e a Gol.

👉 Teve problemas com seu voo? Descubra agora seus direitos!

Gestação simples com apenas 1 bebê

Para quem não sabe o atestado médico e as restrições são divididas de acordo com a condição da gestante no dia da viagem.

Neste tópico em questão separamos abaixo as regras correspondentes a uma gravidez simples, ou seja, aquela de apenas 1 bebê:

Ads Google 1200 x 1200 1200 × 1200 px 960 × 750 px
Ads Google 1200 x 1200 1200 × 1200 px 960 × 750 px
  • Para gestantes até 29ª semana não há necessidade de atestado médico ou declaração de responsabilidade (baixe formulário no site das companhias aéreas);
  • Gestantes entre a 30ª e 35ª semana devem apresentar o atestado médico de autorização para a viagem e preencher o formulário da companhia aérea correspondente;
  • Gestantes entre a 36ª e 37ª semana precisam preencher a declaração de responsabilidade fornecida pela companhia aérea nos aeroportos e apresentar autorização médica;
  • Gestantes a partir da 38ª semana só podem viajar acompanhadas pelo médico responsável.

Gestação múltipla no caso de gêmeos ou mais e/ou gravidez de risco

As regras que envolvem atestado médico para gestante viajar de avião no caso de gestação múltipla é diferente da gestação simples.

Listamos essas condições específicas logo abaixo:

  • Gestantes até a 29ª semana não há necessidade de atestado médico ou Declaração de Responsabilidade;
  • Gestantes entre a 30ª e 31ª semana devem apresentar o atestado médico autorizando a viagem e preencher o formulário próprio oferecido pela companhia aérea;
  • Gestantes entre a 32ª e 37ª semana devem apresentar autorização médica que deve ser validada pela área médica da companhia aérea correspondente; e
  • Gestantes a partir da 38ª semana só podem viajar acompanhadas pelo médico responsável.

Atestado médico para gestante a partir da 40ª semana viajar de avião

As gestantes com 40 semanas em diante não poderão embarcar no avião em qualquer situação.

Isto é, a partir de 40 semanas, se a gravidez é simples, ou múltipla, sem risco ou com risco, ainda com autorização, não é permitido o embarque.

E no caso de  puérperas, ou seja, que acabaram de dar à luz, não devem viajar até sete dias excluindo o dia do parto, depois do parto normal e sem complicação. 

Informações sobre atestado médico para gestante viajar de avião

O atestado médico para gestante viajar de avião têm validade no mundo inteiro, caso sejam emitidos por um médico regulamentado.

Mas para serem validados eles precisam conter o nome do médico e o registro do médico no Conselho Profissional de Medicina ou de Especialista, juntamente com a assinatura e carimbo.

Assim como também precisará conter a quantidade de semanas e/ou meses de gestação da viajante.

E no caso de voos internacionais, o atestado deve ser emitido no idioma da gestante, em via original e ser traduzido, de forma juramentada, para os idiomas dos países de origem e destino.

O atestado médico para gestante viajar de avião também deve ser emitido pelo médico assistente da gestante até 7 dias antes do embarque.

E este atestado tem validade de 30 dias, desde que, no retorno, não haja mudança no código de gestação.

Além disso, se a viagem for ao exterior, é interessante que a gestante converse com seu médico sobre todos os detalhes e orientações específicas.

Outro ponto importante além do atestado médico para gestante viajar de avião é que passageiras grávidas não podem ocupar o assento de emergência de nenhuma companhia.

No entanto, elas tem acesso à fila de passageiros preferenciais por lei no momento do check-in e no embarque.

E estas prioridades são previstas conforme a Resolução nº 280 da Anac.

Se você ficou satisfeito com este conteúdo e quer acompanhar outras informações? Então compartilha este artigo e confere o próximo tópico 👇

💡 Conheça a Resolvvi

💡 Já parou para pensar no número de consumidores que nunca buscou seus direitos porque não os conhece bem ou acha que não vai dar em nada?

A Resolvvi é uma startup que tem como missão garantir o acesso à justiça para todos os brasileiros.

Este conteúdo é parte desse propósito e vai ajudar você a caminhar até os seus direitos como consumidor. Vamos com a gente?

Nos siga nas redes sociais:

E também faça parte da nossa comunidade de consumidores que não deixam barato e querem fazer justiça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *