Tempo de leitura: 7 minutos

Como fazer uma carta convite de forma simples e eficiente

Descubra como fazer uma carta convite de forma eficiente e certeira! Comprove a sua hospedagem em outro país sem dores de cabeça.

Muitas vezes se esquece da importância da carta-convite diante das documentações necessárias para viagem, porém ela tem um papel que pode ser fundamental na confirmação da sua intenção de visita ao país de destino.

Neste artigo, iremos explorar de forma simples como fazer uma carta-convite, fornecendo orientações necessárias para garantir que a sua carta esteja de acordo com a regulamentações de imigração.

Continue a leitura!

👉 Seu voo atrasou e afetou a sua chegada em 4 ou mais horas? Não se preocupe! Nós cuidaremos de todos os detalhes legais para buscar uma indenização justa de até R$10 mil para você.

Como fazer uma carta convite?

Para fazer uma carta convite você precisará informar os principais dados do seu anfitrião, bem como os seus e as suas intenções com a viagem.

A carta convite deve conter os dados a seguir:

  • Dados do anfitrião que irá te receber no país de destino, como: nome, número de passaporte, profissão e endereço completo.
  • Informações do hóspede/viajante, as mesmas do anfitrião.
  • Razão da viagem
  • Especificar o relacionamento entre hóspede e anfitrião (parente, amigo, ou outro tipo de relação)
  • Termo de responsabilidade financeira, quando for o caso.

É fundamental ter atenção para que a carta convite seja feita por um anfitrião que já esteja legalizado no país de destino.

Pois serão fornecidos dados da sua documentação.

Além disso, é essencial que a carta contenha informações como o período da visita e a assinatura de quem vai receber a visita.

Descubra mais artigos relacionados:

Modelo de carta convite:

Confira abaixo um modelo de carta convite, que deve ser adaptado para as suas necessidades e também tenha a conferência juntamente com os órgãos responsáveis pela imigração.

Data e local (nome do anfitrião – endereço do anfitrião – telefones de contato do anfitrião)

Ao Oficial de Imigração/Oficial Consular

Prezado Sr(a).

Eu, (nome do anfitrião), (estado civil), (profissão), portador do passaporte (ou número de identidade) XXXXX, residente em (endereço completo) e telefone XXXXX declaro para os devidos e legais efeitos que convido (nome do hóspede), (nacionalidade), (profissão), portador do passaporte XXXX e residente à (endereço completo) a me visitar no período de XXX a XXX.

Sou (amigo, tio, primo, etc.) de (nome do convidado) e esclareço que, durante todo o período de permanência dele(a) em (cidade, país), o(a) receberei em minha residência. O (nome do convidado) viaja como turista e financiará sua própria viagem.

Em anexo, envio meus documentos que comprovam minha (nacionalidade ouminha situação regular com a imigração).

Estou disponível para quaisquer esclarecimentos que sejam necessários

Atenciosamente,

Assinatura

Com este modelo como base, é importante conferir se os requisitos para a carta-convite do país que você irá visitar estão contidos.

Como fazer uma carta convite de forma simples e eficiente

O que é e para que serve a carta convite?

A carta convite é um documento informal que confirma que você vai visitar um familiar, ente querido ou até mesmo um amigo em determinado país e tem acomodação pelo período.

Em outras palavras, serve como uma comprovação de hospedagem.

Como uma forma de proteger as fronteiras e cuidar de quem visita o país, o setor de imigração muitas vezes faz algumas perguntas ao viajante.

É comum que o passageiro receba perguntas sobre a intenção da sua viagem, o período de estadia e comprovação de estadia.

Porém, se você não tem como comprovar a estadia mostrando o voucher de reserva de um hotel, ou pousada, pois irá ficar na casa de uma pessoa conhecida, a carta convite é a solução.

Com ela você comprova que vai ficar hospedado na casa de um amigo ou parente e, por isso, não tem nenhuma reserva em hotel no destino de viagem.

Além disso, você pode precisar dela na documentação de pedido de visto.

Quem pode fazer?

Somente residentes legais de um determinado país podem fazer uma carta convite.

Ou seja, isso siginifica que a pessoa que emite a carta convite deve ser nativa do local ou moradora legal. Mesmo que o período de moradia seja temporário, por conta de estudos ou trabalho.

Não recomenda-se pedir uma carta convite para alguém que também esteja viajando como turista pelo destino, ou alguém que não tenha todos os documentos de moradia.

Confira se é preciso registrar o documento:

É importante conferir a necessidade de registro do documento, pois existem alguns países que solicitam e outros não.

Aos países que solicitam o registro do documento, lembre-se que é fundamental se informar juntamente ao consulado qual o órgão indicado para realizar esse registro.

No consulado será informado também as regras atuais para saber como fazer a carta-convite de acordo com as regulamentações e regras do país.

Dessa forma, se você for viajar para a casa de alguém e receber a carta de um estrangeiro, precisa verificar com o seu anfitrião quais são as regras do país dele.

Por exemplo: a União Européia tem informações conflitantes sobre a carta: alguns países indicam a necessidade de registro e outros aceitam a carta de forma informal, ou seja, apenas escaneada e enviada por email.

O modelo da carta é simples, mas deve ter uma linguagem apropriada, de acordo com o que mostramos anteriormente.

Precisa da carta convite para tirar o visto?

Se você quer ter mais chance de conseguir o visto com a carta convite, seja bem detalhista e genuíno ao escrevê-la. Mesmo que a linguagem seja formal, é importante ser claro sobre a importância desse documento.

Lembre-se de ter as passagens de volta para mostrar que você vai retornar ao Brasil e o dinheiro necessário para se sustentar durante a viagens.

Também é importante ter as vacinas para viagens internacionais.

Esses requisitos são cruciais para conseguir o visto e evitar problemas na imigração ao entrar no país.

Agora que você já tem o modelo de carta convite e entende para que serve, é só partir e aproveitar!

Com as informações compartilhadas neste artigo, esperamos que você desfrute da sua próxima viagem com tranquilidade.

E se você teve problemas com voo cancelado ou voo atrasado, você pode até receber uma indenização! Conte com a Resolvvi para fazer justiça. Avalie seu caso grátis:

Juntos buscaremos uma indenização justa pelo dano que você sofreu. Tudo ocorre de forma 100% online, sem burocracias, e você só paga pelo serviço se ganhar.

F.A.Q. – Saiba mais sobre como fazer uma Carta Convite:

Como Deve Ser Feita a Carta Convite?

A carta convite deve conter informações precisas sobre o convidado, motivo da visita, e dados do anfitrião. Veja nosso guia detalhado.

Onde Fazer uma Carta Convite para um Estrangeiro?

Embaixadas, consulados e órgãos competentes são locais seguros para emissão da carta convite. Consulte nosso artigo para orientações específicas.

Quanto Custa para Fazer Carta Convite?

Os custos podem variar, incluindo taxas consulares. Analise nosso artigo para entender os possíveis gastos associados a esse processo.

Quem Pode Fazer a Carta Convite?

Qualquer pessoa legalmente apta pode fazer uma carta convite, mas há responsabilidades associadas. Saiba mais em nosso guia especializado.

Conheça a Resolvvi

💡 Já parou para pensar no número de consumidores que nunca buscou seus direitos porque não os conhece bem ou acha que não vai dar em nada?

A Resolvvi é uma startup que tem como missão garantir o acesso à justiça para todos os brasileiros.

Este conteúdo é parte desse propósito e vai ajudar você a caminhar até os seus direitos como consumidor. Vamos com a gente?

Nos siga nas redes sociais:

E também faça parte da nossa comunidade de consumidores que não deixam barato e querem fazer justiça.

[NÃO PRECISA MAIS COLOCAR O HTML, SÓ O TEXTO ACIMA]

Giovanna Damasceno da Resolvvi

Giovanna, ou Gio, é licencianda em Letras/Inglês de formação, mas é também fã de carteirinha do poder que o marketing de conteúdo tem para educar pessoas, principalmente quando o assunto é os direitos que as pessoas não sabem que têm.

Todos os posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *