Tempo de leitura: 7 minutos

Como funciona o golpe do WhatsApp? Descubra como se proteger!

Com o desenvolvimento cada vez mais rápido da tecnologia, os crimes virtuais acabaram sendo cada vez mais comuns, por isso é importante saber como funciona o golpe do WhatsApp.

Nesse sentido, para descobrir como se proteger, é primordial que você entenda como esse tipo de golpe acontece e, além disso, saber o que fazer caso você seja vítima de crime virtual.

Portanto, quer saber como funciona o golpe do WhatsApp? Acompanhe a leitura do artigo que preparamos para você!

Primeiro, entenda o que é um golpe virtual!

O que é um golpe virtual?

Antes de explicarmos como funciona o golpe do Whatsapp, achamos essencial que você compreenda o que configura um golpe virtual de modo geral.

De antemão, podemos afirmar que um golpe virtual é um tipo de crime que acontece na esfera da internet, no qual uma pessoa (golpista) procura obter vantagem sobre outra pessoa (vítima).

Por exemplo, um golpista clona a conta de uma rede social de alguma vítima e, em seguida, fingem que são a própria vítima, tentando tirar dinheiro de pessoas próximas à vítima.

Isso, então, é um exemplo muitíssimo comum de crime virtual, infelizmente!

As características principais de um golpista são as seguintes:

  • O golpista procura se passar por uma empresa, um banco ou um site conhecido para mandar notificações falsas;
  • O golpista sempre tenta chamar a atenção da vítima (pedindo ajuda de caridade, por exemplo) a fim de tirar proveito;
  • O golpista causa medo a vítima, falando que se ela não cumprir o que estão solicitando, a vítima sofrerá sérias consequências relacionadas ao nome;
  • O golpista induz a vítima a dar seus dados pessoais quando a vítima clica em páginas que são falsas, mas parecem sites sérios;
  • Os golpistas geralmente pedem que a vítima baixe para sua máquina (celular, computador ou tablet) programas estranhos.

Através desse tipo de características persuasivas é que o golpista consegue tirar proveito de suas vítimas.

Para sermos mais específicos, iremos explicar agora um tipo de golpe que vem se tornando cada vez mais comum nos dias de hoje: como funciona o golpe do WhatsApp? Veja agora!

Afinal, como funciona o golpe do WhatsApp?

Como mostra um estudo que a Mobile Time fez em 2022, 43% dos usuários revelaram que já sofreram fraude no WhatsApp, de acordo com o artigo da Serasa.

Por causa disso, muitas pessoas têm procurado informações sobre o assunto, com a finalidade de se proteger desse tipo de situação.

Em suma, para efetivar esse tipo de golpe, os criminosos utilizam pelo menos três principais tipos de golpes na rede social de mensagem:

  1. Golpe do whatsApp clonado;
  2. Golpe da conta falsa;
  3. Golpe do aplicativo espião.

A fim de se proteger da melhor forma, entenda, então, como esses três golpes funcionam!

👉 Seu nome foi negativado indevidamente devido um golpe? Descubra agora seus direitos!

1. Golpe do WhatsApp clonado

Por ser um aplicado de mensagem instantânea, os golpistas aproveitam essa rapidez para pegar a vítima em um momento de dispersão.

Desse modo, como funciona o golpe do WhatsApp clonado?

Nesse caso do golpe do WhatsApp clonado, o criminoso rouba a conta de WhatsApp da vítima , assumindo o controle da conta de mensagem, instalando o WhatsApp em outro celular.

Juntamente com isso, o criminoso ainda deixa o titular sem acesso a sua própria conta!

De modo geral, esse tipo de golpe ocorre quando a vítima, sem perceber, compartilha o código da sua rede social com o criminoso, então ele consegue instalar o app em outro aparelho.

2. Golpe da conta falsa

Como funciona o golpe do WhatsApp da conta falsa? Entenda agora!

En resumo, ele ocorre quando o golpista consegue criar um perfil no WhatsApp, roubando toda a identidade da rede social da vítima. Mas, como?

O criminoso utiliza fotos e o nome da vítima, que provavelmente ele conseguindo vendo outras redes sociais da vítima.

Nesse caso, ele utiliza essas fotos e outras características aparentes da pessoa para falar com familiares e conhecidos da vítima.

Assim, ele simula ser o próprio dono do app de mensagem.

Ademais, esse tipo de criminoso pode até fingir que mudou de número, e começa a pedir favores descabidos, como dinheiro ou o código do pix.

3. Golpe do aplicativo espião

No golpe do aplicativo espião, os stalkerwares (software espião que costuma ser instalado no celular) dão acesso para que uma terceira pessoa monitore veja todas as atividades da vítima.

Assim, o criminoso têm acesso a todos os dados e mensagens que a vítima venha a trocar em seu próprio aparelho de uso da internet.

Por isso, se você receber algum link estranho, mesmo que seja com alguma informação que você considera importante, como artigos de opinião sobre assuntos polêmicos, tenha cuidado!

Por saber como funciona o golpe do WhatsApp, é interessante que você busque aprender a como se proteger.

Afinal, prevenir é sempre a melhor opção!

Como se proteger de golpes no WhatsApp?

Para aprender a como não cair em golpes na internet, é hora de ler esse tópico que preparamos para você!

Primeiro, é importante que você não trate a autenticação do app como algo banal.

Desse modo, ao ter a autenticação de pelo menos dois fatores, o usuário tem a obrigação de criar uma senha de seis dígitos.

Assim, ao acessar a conta através de outro aparelho, o app exige essa senha.

Logo, siga este passo a passo:

  • Vá até a área de Configurações do seu app;
  • Clique em Conta;
  • Ative a verificação em duas etapas.

Segundo, qualquer código que você receber do WhatsApp por SMS (Mensagem de Texto), procure não compartilhar com mais ninguém.

Terceiro, quando for o app pela web, isto é, quando for usar o WhatsApp pelo computador, sempre desconecte após o uso, pois deixar o app em aberto no computador dá brecha a golpes.

Mesmo com antivírus, há a probabilidade de que você receba algum ataque virtual que o seu antivírus possa não reconhecer e combater.

Veja mais dicas a seguir de como se proteger no golpe no app de mensagem!

Outras formas de se proteger de golpes no WhatsApp:

Não use app de WhatsApp que não seja o original mantendo-o sempre atualizado com a última atualização.

Afinal, a cada atualização o WhatsApp melhora segurança nas contas dos usuários.

Por último, mas não menos importante, não clique em qualquer link que você receber, pois alguns links são capazes de instalar clonagem de conta em seu celular.

Aí, o golpista vai acessar dados de banco, de outras redes sociais, seu pix etc.

Se notar, por exemplo, negativação indevida em seu CPF, saiba como comprovar negativação indevida aqui, pois golpistas podem sujar seu nome!

Portanto, não basta só saber como funciona o golpe do WhatsApp, é preciso saber se proteger deles!

Então, tomando todas essas precauções, com certeza a probabilidade de você sofrer um golpe no WhatsApp irá diminuir bastante!

Leia mais: Caí no golpe do WhatsApp, como recuperar o dinheiro?

💡Conheça a Resolvvi

💡 Já parou para pensar no número de consumidores que nunca buscou seus direitos porque não os conhece bem ou acha que não vai dar em nada?

A Resolvvi é uma startup que tem como missão garantir o acesso à justiça para todos os brasileiros.

Este conteúdo é parte desse propósito e vai ajudar você a caminhar até os seus direitos como consumidor. Vamos com a gente?

Nos siga nas redes sociais:

E também faça parte da nossa comunidade de consumidores que não deixam barato e querem fazer justiça.

Gabriela Atanásio

Analista de Operações Jurídicas na Resolvvi e advogada de formação, Gabriela escreve artigos para o Portal Resolvvi sobre direitos do consumidor.

Todos os posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *