Débito automático não realizado gera dano moral? Entenda agora!

Débito automático não realizado gera dano moral

Busca saber se débito automático não realizado gera dano moral? Neste artigo te deixaremos por dentro das principais informações.

Utilizar o débito automático é uma forma de não se preocupar com as datas de pagamento, o que pode ajudar a evitar atraso de contas por esquecimento.

A modalidade de débito automático é, de modo geral, segura e eficaz.

Porém, como em todo sistema, falhas podem ocorrer, e com esta modalidade não é diferente.

O erro mais comum é quando o débito automático não é realizado na data correta, o que pode gerar uma dívida.

A culpa pelo problema pode ser tanto da empresa prestadora de serviço quanto do próprio banco ou instituição financeira.

E quando a falha gera uma dívida, ela pode ser tornar uma dívida negativada, que pode deixar o consumidor com o nome negativado indevidamente.

Com isso, é comum nos depararmos com questionamentos como “débito automático não realizado gera dano moral?”.

Sabendo disso, escrevemos este artigo para deixar você por dentro das principais informações envolvendo esse problema, inclusive se débito automático não realizado gera dano moral.

Ficou curioso(a)? Então não deixe de acompanhar a leitura.

👉 Seu nome está negativado indevidamente? Exija seus direitos para limpar seu nome e receber uma indenização.

Como funciona o débito automático?

Antes de falarmos se débito automático não realizado gera dano moral, achamos importante definir esta modalidade.

O débito automático é um serviço que os bancos oferecem aos seus clientes para cobranças constantes, como água, luz, internet, escola, academia etc.

De modo geral, é algo bem prático: ao invés de receber as suas contas em casa e ir até um banco ou lotérica para realizar o pagamento, o desconto é feito diretamente na sua conta bancária.

Para isso, basta cadastrar a cobrança em débito com a própria empresa prestadora de serviços.

Mas vale lembrar que é necessário ter o valor da cobrança em conta nas datas acordadas entre você e a empresa, caso contrário, ela se tornará uma dívida.

Além disso, este tipo de cobrança só pode ocorrer mediante solicitação ou aprovação do cliente.

Por fim, é um meio seguro para lidar com os seus gastos, já que evita a falta de pagamento por esquecimento.

Débito automático não realizado: de quem é a culpa?

Você pode estar se questionando se débito automático não realizado gera dano moral, mas saiba que identificar o culpado é o primeiro passo para buscar os seus direitos.

Sem dúvidas é desgastante buscar meios de se livrar de problemas financeiros e assim sofrer as consequências por erros de terceiros, não é mesmo?

Como já foi dito, grande parte dos consumidores que optam pelo débito automático fazem isso como uma forma de segurança financeira.

Isso porque, além de se manter em dia com os pagamentos, é possível ter um resumo dos seus gastos recorrentes simplesmente ao consultar o extrato do banco, o que é uma prática realmente aconselhável.

Mas por mais seguro que seja, erros podem acontecer.

E nesses casos, o erro pode ter partido da própria empresa responsável pelo serviço que se paga em débito automático ou pelo seu banco.

Desse modo, quando parte das empresas fornecedoras de serviços, a falha acontece quando não há o envio da ordem de débito.

Já quando o erro é do banco ou instituição financeira, pode acontecer de o valor não ser debitado, mesmo que o cliente tenha saldo na conta.

No entanto, não podemos deixar de relembrar: para que o débito ocorra da forma correta, é necessário que você tenha dinheiro em conta.

A seguir, fique por dentro do que fazer nesses casos.

Após isso, é hora de saber quando débito automático não realizado gera dano moral.

O que fazer nesses casos?

O primeiro passo para resolver o problema é entrar em contato com empresa responsável pela cobrança e com o seu banco, para buscar o culpado pelo erro.

Feito isso, você irá solicitar que o problema seja resolvido, ou seja, que a cobrança seja feita corretamente.

Porém, nem sempre as empresas ou bancos resolvem a situação de forma amigável.

Nesses casos, o próximo passo é abrir reclamações em sites como o Reclame Aqui e o Consumidor.gov.

Se ainda assim você não tiver retorno ou solução para o problema, é hora de buscar o PROCON da sua cidade e protocolar uma reclamação.

No entanto, por incrível que pareça, há casos em que ainda assim não há solução.

Aí então é hora de acionar a Justiça!

Você sabia que é possível processar uma empresa sozinho(a) pelos JEC (Juizados Especiais Cíveis)?

Nos JEC, também conhecidos como Juizado de Pequenas Causas, você pode processar uma empresa sem a ajuda de um advogado em casos com importâncias de até 20 salários mínimos.

Deixando o seu e-mail abaixo, você receberá o nosso E-Book sobre como entrar no JEC:

O mais importante é não deixar a situação se prolongar, afinal você pode sofrer consequências injustas e desagradáveis por um erro que não foi seu, como ficar inadimplênte.

A seguir, você poderá conferir quando débito automático não realizado gera dano moral.

Afinal, débito automático não realizado gera dano moral?

Finalmente, saiba que sim, há uma situação em que débito automático não realizado gera dano moral.

Mesmo que não seja por sua culpa, é possível que a falta de pagamento da conta faça com que surja uma dívida negativada, que pode gerar uma negativação indevida.

Supomos a seguinte situação: você possui uma ou mais contas cadastradas em débito automático, não faz consultas regulares ao seu extrato, portanto não acompanha as cobranças, e o débito automático não vendo sendo feito.

Com isso, você entra em inadimplência com a empresa e acaba tendo o nome negativado.

A negativação indevida, que gera dano moral, ocorre quando o nome do consumidor é inscrito em um dos órgãos de proteção ao crédito, como SPC e Serasa, por uma dívida que não é de responsabilidade dele ou dela.

E então eis uma situação em que o débito automático não realizado gera dano moral.

Se você ficar com o nome sujo indevidamente por débito automático não realizado, conte com a Resolvvi para fazer justiça!

Avaliando o seu caso grátis no nosso site, nós te ajudaremos a dar entrada no seu pedido de indenização por danos morais por negativação indevida de forma online e sem burocracias.

Além disso, você só paga pelo serviço se ganhar!

Conheça a Resolvvi

💡 Já parou para pensar no número de consumidores que nunca buscou seus direitos porque não os conhece bem ou acha que não vai dar em nada?

A Resolvvi é uma startup que tem como missão garantir o acesso à justiça para todos os brasileiros.

Este conteúdo é parte desse propósito e vai ajudar você a caminhar até os seus direitos como consumidor. Vamos com a gente?

Nos siga nas redes sociais:

E também faça parte da nossa comunidade de consumidores que não deixam barato e querem fazer justiça.

Sobre o autor(a)